sábado, 26 de fevereiro de 2011

Fórum do Semiárido lança série de desenhos animados em Teresina


O Fórum Piauiense de Convivência com o Semiárido lançou na noite de ontem, dia 26/02,no Centro de Formação da Obra Kolping, a série de desenhos animados Água, Vida e Alegria no Semiárido, produzidos pela ASA Brasil.  
A série de desenhos foi construída em conjunto com 16 estudantes que cursavam a quarta série da Escola Doutor João de Oliveira Campos, na comunidade de Ponto Novo, em Riachão do Jacuípe, no estado da Bahia.  As crianças participaram de duas oficinas onde fizeram desenhos sobre a realidade em que vivem e as alternativas de convivência com o Semiárido praticadas na comunidade e construíram as histórias que serviram de mote para a criação do roteiro dos desenhos animados.
Os desenhos estão divididos em oito episódios que contam a aventura de um grupo de  crianças e de um mandacaru falante. Cada episódio traz um tema relacionado aos processos de convivência com o semiárido: Açude; Cisterna; Uso Racional da Água; Ciclo da Água; Saúde e Higiene; Poluição dos Rios; Passado, Presente e Futuro; e Direito à Água Potável.
Na ocasião, também foi lançado o vídeo documentário Desenhando Histórias que mostra o processo de criação dos desenhos. O vídeo aborda a questão da educação contextualizada, modelo de ensino e aprendizagem em que o saber dos alunos é valorizado e a realidade deles é inserida na sala de aula.
Durante o evento, a coordenadora de Convivência com o Semiárido do Governo do Estado, Lúcia Araújo, enfatizou a importância dos desenhos animados para o trabalho de educação para a convivência com o Semiárido nas escolas públicas do Estado.
Para Elmo Lima, membro da Rede de Educação no Semiárido e professor da UFPI, os desenhos irão fortalecer o trabalho desenvolvido nas escolas voltados para a convivência com o Semiárido, pois aborda os temas da convivência de forma lúdica, descontraída e com uma linguagem bem próxima do mundo das crianças.

A produção dos vídeos teve o apoio da Codevasf, Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e Ministério de Integração Social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário